IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

 

MPMPL-27-09-2017  ---- 

 

A  nobre e digna ministra CÁRMEN LÚCIA, após ter conhecimento de que 84 magistrados   do Mato Grosso do Sul recebiam indevidamente salários mensais de  até R$ 95.000, ultrapassando o TETO SALARIAL CONSTITUCIONAL ( R$ 33, 7)  ordenou que, a partir de setembro de 2017 TODOS OS TRIBUNAIS BRASILEIROS  publicassem dados sobre estrutura e pagamento remuneratório de  seus  magistrados, enviando cópias da folha de pagamento para controle orçamentário e financeiro, mostrando assim, TRANSPARÊNCIA aos cidadãos e órgãos competentes.

                             

                                                   RESULTADO DA PESQUISA DO CNJ E STF

                    Salário médio dos magistrados dos 10  Tribunais de Justiça que mais pagam: 

 

---MATO GROSSO DO SUL  -  R$ 95.895,00

---GOIÁS  -  R$ 70.573,00

---TOCANTINS  -  R$ 68.89,00

---RIO DE JANEIRO  -  R$65.891,00

---MINAS GERAIS  -  R$64.691;00

---SANTA CATARINA  -  R$ 57.623

---AMAZONAS  -   R$ 55.833,00

---DISTRITO FEDERAL -  R$ 55.171,00

 

Salário médio dos Tribunais:

 

---TRIBUNAIS DA JUSTIÇA MILITAR NOS ESTADOS - R$ 50.784,00

---TRIBUNAIS REGIONAIS FEDERAIS  -  R$ 50.876,00

---TRIBUNAIS REGIONAIS DO TRABALHO  -  R$ 38.819,00

---TRIBUNAIS REGIONAIS ELEITORAIS  -   R$ 8,782,00.

_________________________________________________________________________________________________

 

                            COMENTÁRIO DO MPMPL EM 27-09-2017:  

Ainda neste mês, em  14 de setembro, o ex-PGR, Rodrigo Janot  entrou com uma ação de inconstitucionalidade (ADIN) no STF contra o MP de Minas Gerais para suspensão definitiva de dois penduricalhos: auxílio-livros e auxílio- saúde,  pagos com os subsídios, aos promotores e procuradores de Minas Gerais.

 

Com todo o respeito. O MPMPL sugere  à Presidente do STF, Cármen Lúcia  e à nova PGR - Procuradora Geral da República Raquel Dodge que também promovam ações moralizadoras  que visam acabar com a ilegalidade do pagamento de vantagens diversas  aos magistrados  de TODOS TRIBUNAIS BRASILEIROS,  em   DESCUMPRIMENTO  DO DISPOSITIVO CONSTITUCIONAL  DO TETO SALARIAL.

 

JUIZ DE FORA - MG - JOSÉ LOPES FILHO  -  FUNDADOR DO MOVIMENTO POPULAR PRÓ-MORALIZAÇÃO NO PODER LEGISLATIVO- MPMPL---ENTRE EM NOSSO SITE  www.mpmpl.org

 

 

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29