IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

NO BRASIL, o INSS, paga a um médico por uma CIRURGIA CARDÍACA COM ABERTURA DE PEITO, a importância de R$ 70,00, o que equivale ao que uma diarista cobra, para fazer faxina num apartamento de dois quartos.

Resultado de imagem para rui barbosa

Rui Barbosa: "A política é a arte de gerir o Estado, segundo princípios definidos, regras morais, leis escritas, ou tradições respeitáveis. A politicalha é a indústria de explorar o benefício de interesses pessoais"

 

Foto do perfil de José Lopes Lopes Filho, A imagem pode conter: 1 pessoa

José Lopes Filho: "A sociedade  está cansada  de ser  ludibriada por esta máfia de parlamentares e de políticos retrógrados"

 

       COISAS DE NOSSA POLITICALHA NACIONAL, por José Lopes Filho: 

 

A) O senador, Eunício de Oliveira (PMDB) e o deputado Rodrigo Maia (DEM) foram eleitos, respectivamente, presidente do SENADO e da CÂMARA DOS DEPUTADOS , estando  eles investigados na Lava-Jato  e  citados  nas delações  da Odebrecht. O garboso  presidente da câmara , em recente entrevista, prometeu  votar e aprovar, até o próximo mês de junho,  as reformas da Previdência,Ttrabalhista e, talvez alguma reforminha  eleitoral fatiada como é de seu costume. Será?

 

B) Chamou a atenção, no enterro de  dona Marisa Letícia, a solidariedade de alguns políticos , não mui amigos de lula e envolvidos nos processos da  Lava –Jato; achamos louvável essa nobre atitude  embora  cheirando à hipocrisia.

 

COMENTÁRIOS DO MPMPL:

 

É assim que funciona o corporativismo hipócrita  da maioria dos políticos.

 

INFELIZMENTE --- a apatia e a descrença do eleitor nos sucessivos desgovernos  de seus representantes, a cegueira e a má vontade  da MÍDIA NACIONAL, dos CIENTISTAS POLÍTICOS,   somados  à politicalha  de   partidos  isentos de ideologias e de programas de governo --- impedem que uma reforma política  eleitoral partidária por Plebiscito e  Constituinte Exclusiva seja urgentemente  reivindicada pela sociedade, debatida, votada e aprovada para nos libertar desse nosso eterno e total  sistema  corrompido, formado, na sua maioria,  de parlamentares nepotistas, oligárquicos, ociosos, parasitas, carreiristas, perdulários  e inimigos do próprio  povo que os elegeu.

 

Como afirma o nobre Juiz MORO, a sociedade  também, precisa se engajar e que os brasileiros   “não fechem os olhos para a CORRUPÇÃO.  A sociedade  está cansada de ser  ludibriada por esta máfia de parlamentares  e de políticos retrógrados  que só aprovam Reforminhas   eleitorais  fatiadas, por PECS, de seu próprio interesse, e sonega-lhe a  verdadeira  MUDANÇA que se faz urgente e necessária.

O MPMPL, com todo o respeito, sugere  algumas  propostas de Reforma Política por PLEBISCITO que, se aceitas pela sociedade, salvo melhor juízo, alcançariam  os mesmos objetivos  de  economia  previstos   na  PEC 55  dos gastos:

 

1) VOTO FACULTATIVO;     

 

2) Obrigatoriedade   do  cumprimento do  TETO SALARIAL , c/ base  no  subsídio  do ministro  do STF (R$ 33.700,00) a  ser pago  a todos os agentes públicos da ativa, aposentados e pensionistas ,  dos Três Poderes da União , computando-se apenas o valor do SUBSÍDIO;

 

3) Regulamentar e monitorar os rendimentos do  EXTRA-TETO, isto é, as parcelas de indenização previstas em lei e que têm o objetivo de reembolsar os agentes públicos por despesas efetuadas no exercício de suas atividades [ajudas de custo ex-officio ,-diárias  e outras vantagens pessoais (insalubridade, periculosidade e hora extra)] divulgando, na internet, os nomes dos agentes públicos alcançados pelo EXTRA-TETO;

 

4) Reajuste  salarial, anual, aos parlamentares do Poder Legislativo  e aos servidores dos órgãos públicos dos Três Poderes da União com base no índice da inflação do ano anterior;     

5) Reduzir em 1/3 o número atual  de senadores, deputados federais, estaduais, distritais e de vereadores;

 

6) Reduzir  o valor dos subsídios e verbas indenizatórias e de gabinete pagas  aos parlamentares do  Legislativo federal, estadual e municipal;

 

7) Limitar  o período de mandato  eletivo de  deputados e vereadores  ( 4 anos), permitindo sua  REELEIÇÃO desde que  reeleitos  com mais de 2/3 dos votos exigidos por lei; idem de senadores (para 5 anos),  permitindo sua REELEIÇÃO desde que reeleitos com mais de 2/3 dos votos exigidos por lei;

 

8) Acabar com os 2 suplentes se SENADOR;

 

9) Regulamentar o recebimento de SUBSÍDIO dos  Vereadores dos 5.570 municípios da União com base no número de edís e da população do município;

 

NOTA - É uma incoerência um vereador de Juiz de Fora(MG) Com 600.000 Habitantes e 19 edís,  receber o mesmo subsídIo de um vereador da capital de São Paulo c/ 11 milhões de habitantes e 55  edís. Imaginem quanta economia para o país se faria com a aplicação destas 9 propostas!

 

A C O R D A  B R A S I L!!

 

Onde  se esconderam o povo e  os movimentos de protesto  nas redes sociais ? (MBL, Vem pra Rua, MCC). 

 

Se não fizermos a reforma política  por constituinte exclusiva, ficaremos eternamente reféns dessa quadrilha de políticos profissionais. 

 

JUIZ DE FORA- MG - JOSÉ LOPES FILHO- CIDADÃO C/ 100  ANOS DE IDADE - FUNDADOR DO MOVIMENTO POPULAR PRÓ-MORALIZAÇÃO NO PODER LEGISLATIVO- MPMPL- ENTRE EM NOSSO SITE  www.mpmpl.org

 

MPMPL -  11/02/2017

 

                          A politica e a politicalha, por Rui Barbosa

 

               "Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado. "

            

“A política afina o espírito humano, educa os povos no conhecimento de si mesmos, desenvolve nos indivíduos a atividade, a coragem, a nobreza, a previsão, a energia, cria, apura, eleva o merecimento.


Não é esse jogo da intriga, da inveja e da incapacidade, a que entre nós se deu a alcunha de politicagem. Esta palavra não traduz ainda todo o desprezo do objeto significado. Não há dúvida que rima bem com criadagem e parolagem, afilhadagem e ladroagem. Mas não tem o mesmo vigor de expressão que os seus consoantes. Quem lhe dará com o batismo adequado? Politiquismo? Politicaria? Politicalha? Neste último, sim, o sufixo pejorativo queima como um ferrete, e desperta ao ouvido uma consonância elucidativa.


Política e politicalha não se confundem, não se parecem, não se relacionam uma com a outra. Antes se negam, se excluem, se repulsam mutuamente.


A política é a arte de gerir o Estado, segundo princípios definidos, regras morais, leis escritas, ou tradições respeitáveis. A politicalha é a indústria de explorar o benefício de interesses pessoais. Constitui a política uma função, ou o conjunto das funções do organismo nacional: é o exercício normal das forças de uma nação consciente e senhora de si mesma.


A politicalha, pelo contrário, é o envenenamento crônico dos povos negligentes e viciosos pela contaminação de parasitas inexoráveis. A política é a higiene dos países moralmente sadios. A politicalha, a malária dos povos de moralidade estragada”.

 

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29