IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

NO BRASIL, um motorista do Senado, ganha mais para dirigir um automóvel, do que um Oficial da Marinha, para comandar uma fragata!

O menino Pedro Júnior Mendes de Sousa e o buraco onde ele caiu, em Campinas

O menino Pedro Júnior Mendes de Sousa e o buraco onde ele caiu, em Campinas (EPTV/Reprodução)

 

Com dois metros de profundidade, local estava cheio de água da chuva e não tinha tapumes em seu entorno; construtora e prefeitura vão apurar o episódio

 

O garoto Pedro Mendes de Sousa Júnior, de 4 anos, morreu afogado na noite de terça-feira, 17, ao cair em um buraco de 2 metros de profundidade em uma obra da Prefeitura de Campinas (SP), no Jardim Satélite 1. O buraco estava cheio de água da chuva.

 

A criança saiu de casa para brincar na rua, à noite, e os pais ficaram desesperados quando ela desapareceu. Um vizinho, Genivaldo dos Santos, resolveu entrar no buraco aberto para construção de galeria de águas pluviais, que estava cheio de água, na rua Joaquim Vieira Neto, e encontrou o menino no fundo, sem vida.

 

A Polícia Militar foi chamada. A prefeitura lamentou a fatalidade e informou que vai cobrar providências da Construtora Estrutural. O pai do garoto e de outras quatro crianças, Pedro Mendes Sousa, disse que o buraco deveria ter sido “tapado”. “Eu não sei mais o que vou fazer. Estou desnorteado”, comentou.

 

A construtora informou que está fazendo todos os levantamentos sobre o episódio. Segundo Sousa, encarregados da Estrutural o procuraram e ofereceram todo tipo de ajuda para o enterro, inclusive ônibus para transportar os familiares. O enterro  será na cidade de Hortolândia, na região de Campinas.

 

A obra tinha apenas um cavalete e sinalização com fita zebrada, para evitar que carros entrassem na vida, mas não havia tapumes que impedissem acesso de pessoas ou de crianças.

 
 
Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29

Selo Google1