IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

A operação Mãos Limpas na Itália, em menos de dois anos, cassou todos os grandes partidos corruptos existentes na época. Esse mesmo resultado tem que acontecer no Brasil a partir da Lava Jato e, sobretudo, a partir das delações premiadas da Odebrecht.

Clique e veja o vídeo

Não será o caso de cassar o registro só do partido A ou B seletivamente. No TSE já se cogita a ideia da cassação dos partidos. Todos os envolvidos com a corrupção sistêmica devem ser fechados.

Com as provas que a OAS e a Odebrecht estão oferecendo, todos devem ser cassados ou a Justiça não será imparcial. Os partidos tradicionais, como dizia Sérgio Buarque de Holanda, nunca foram partidos. Hoje se sabe comprovadamente que se transformaram em organizações criminosas. Temos que pensar num reset geral.

Marcelo Odebrecht na sua delação está dizendo o seguinte: desde os anos 90 as doações eleitorais são pagas com caixa dois ou propinas extraídas pelas estatais, como a Petrobras.

Mais: a quase totalidade dos partidos e dos políticos usufruem desse sistema. Centenas de políticos aparecem nas suas delações.

Sérgio Machado, naquele famoso vídeo, disse: desde 1946 a política é financiada pelas estatais (ele foi presidente da Transpetro e sabe o que está falando).

O que mudou com o Lula no poder, disse Marcelo Odebrecht, foi a escala: a partir do lulopetismo se passou para a casa dos bilhões.

Mas tanto antes dele como depois as doações eram propinas e caixa dois. Isso significa que parte das doações era lavagem de dinheiro oficializada na Justiça Eleitoral.

Logo, não há dúvida que todos os partidos que fazem parte desse sistema devem ser eliminados do jogo político, impondo às empresas do mercado delinquente e seus diretores as devidas sanções.

O divisor de águas serão as delações e provas que a Odebrecht está oferecendo. Será o fim da nossa inocência (ou da visão enviesada). É o sistema de poder que é podre.

Trata-se do extrativismo mais primitivo imaginável. Nesse aspecto, nossas elites (dominantes e governantes) são pré-modernas. Continuam com a mentalidade luso-ibérica (se extrair tudo e se enriquecer o mais rápido possível).

A sociedade brasileira (classes A, B, C, D e E) progrediu: 45% dos brasileiros participaram (de alguma forma) dos protestos contra a corrupção nos últimos tempos (ver Instituto Locomotiva). Isso significa muito progresso.

A corrupção é a preocupação número um do brasileiro desde final de 2014 (Folha).

As elites corruptas que vivem para o enriquecimento criminoso ou politicamente favorecido quebraram a Petrobras, que pela sua relevância no mercado agravou a crise econômica, gerando a recessão em que nos encontramos.

O sistema de poder no Brasil é o grande obstáculo do Brasil. A Lava Jato tem que ir mais fundo e provar que todos os tradicionais partidos são organizações criminosas que só pensam no poder e no dinheiro.

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29