Nota da redação

A carona é uma estratégia importantíssima para aliviar o trânsito nas grandes cidades. Carona entre vizinhos e conhecidos. Simples assim! 

Taxistas protestam no centro de SP contra aplicativos de carona

Manifestantes seguem até a Câmara Municipal, onde terão reunião nesta quarta-feira, 8, com a Comissão de Trânsito e Transporte

SÃO PAULO - Cerca de 3000 taxistas se concentraram na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na região central de São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 8, em protesto contra aplicativos de carona. Os motoristas seguraram faixas e declararam "guerra" aos táxis clandestinos. A manifestação é pacífica. A estimativa da Associação Brasileira das Associações Civis e Cooperativas de Motoristas de Táxi (Abracomtaxi) é de que 1500 carros estivessem estacionados para seguir em direção à Câmara Municipal, também no centro, onde terão reunião com a Comissão de Trânsito e Transporte. A reivindicação é que aplicativos de carona sejam banidos do País e taxistas sem licença sejam proibidos de prestar serviço à população.
  • Segundo o presidente da Abracomtaxi, Edmilson Americano, taxistas do interior também foram convocados. "Estamos pedindo par. taxistas protesta na Praça Charles Miller contra aplicativos de carona, com foco no americano UberUm grupo de taxistas protesta na Praça Charles Miller contra aplicativos de carona, com foco no americano UberEm comunicado, a Abracomtaxi diz que esse tipo de serviço promove concorrência desleal aos taxistas e viola as leis locaisO Uber é hoje o maior expoente da chamada “economia compartilhada”, que promove negócios que intermedeiam a prestação de serviços entre pessoas físicasO modelo de negócios do Uber, que conecta motoristas com passageiros, tem gerado a ira de taxistas no mundo todo
  • Americano afirmou que há diversos aplicativos de carona, mas o que mais preocupa é o Uber. "Esse aplicativo foi banido de vários países da Europa", lembrou. De acordo com o vereador Adilson Amadeu (PTB), há 1200 taxistas clandestinos na capital que utilizam o Uber. Amadeu deve procurar o Ministério Público até a próxima sexta-feira, 10, para pedir uma investigação sobre a origem dos aplicativos de carona. O vereador apresentou um projeto de lei (PL) no ano passado que proíbe o uso de carros particulares com aplicativos para transporte de passageiros. Em caso de desrespeito ao PL, ficariam o condutor e as empresas envolvidas sujeitas à apreensão dos veículos e a uma multa de R$ 1700, prevista na Lei 15.676/2012.
  • Carreata. Segundo o sargento Brandão, que coordena a operação da Polícia Militar no protesto, havia 1000 veículos estacionados na Praça Charles Miller. A PM acompanha o trajeto até a Câmara com quatro viaturas e seis motocicletas. Os taxistas saíram da Praça Charles Miller por volta de 11h30 e seguem pelas Ruas Desembargador Paulo Passaláqua e Major Natanael, Avenida Doutor Arnaldo, Rua da Consolação e acessar os Viadutos 9 de Julho e Jacareí, onde está localizada a Câmara. O trajeto foi acertado com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que acompanha o ato com três carros e que fará bloqueio em quatro cruzamentos. 
  • A companhia tem ajuda da PM para realizar as interdições e pediu para os taxistas não bloquearem a faixa dos trólebus em frente à Câmara.