IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

NO BRASIL, um ascensorista da Câmara Federal, ganha mais para servir os elevadores da Casa, do que um Oficial da Força Aérea, que pilota um Mirage.

Nota da redação

Há muito tempo o Brasil está dividido em dois – pobres e classe média ( a classe rica representa uma fração insignificante em termos estatísticos).

Por isso a toda a hora Dilma vai falar estas duas palavras:  diálogo e união. Ou seja: diálogo para encontrar o consenso em torno desta proposta: combater a inflação sem provocar o aumento de desemprego e retração no consumo.

A classe média votou no Aécio e os pobres na Dilma.

O Brasil, continua portanto, com o mesmo “diagrama” nos tempos de Getúlio Vargas.

E vai continuar com essa divisão, pois para reduzi-la ao mínimo seria necessário acontecer aqui o que aconteceu na China – o que naturalmente está fora de qualquer cogitação, pois para crescer à la chinesa, teriamos que passar por uma mudança sistêmica inimaginável. 

Gráfico mostra vantagem de votos obtida por Dilma ou Aécio nos estados

A Bahia garantiu à candidata Dilma Rousseff (PT) sua maior vantagem em votos totais sobre o adversário Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial. No estado, a petista teve quase 3 milhões de votos a mais do que o tucano. Ela alcançou 5.059.228, contra 2.151.922 do tucano.

Saldo de votos

O segundo maior saldo de votos a favor de Dilma aconteceu no Ceará, onde ela superou o rival por 2,4 milhões de votos: 3.522.225 a  1.067.096. Em Pernambuco, Dilma ganhou por mais de 1,9 milhão de votos. A petista alcançou 3.438.165 votos, e o tucano, 1.459.266.

Aécio, por sua vez, conseguiu sua vitória mais folgada em São Paulo, onde conseguiu uma vantagem sobre Dilma de quase 7 milhões de votos. Ele terminou com 15.296.289 votos, contra 8.488.383 da petista. O Paraná aparece na sequência, onde Aécio liderou com 1,3 milhão de votos a mais: 3.765.025 a 2.408.740.

Regiões
A vitória folgada obtida no Nordeste foi decisiva para a reeleição de Dilma Rousseff (PT). Nos nove estados da região, ela teve 20.176.579 votos, contra 7.967.846 do tucano, uma diferença a favor da petista de 12.208.733 votos.

Dilma também ganhou no Norte, onde superou Aécio por mais de 1 milhão de votos: a petista obteve 4.393.301 votos nos sete estados nortistas, e o tucano, 3.376.148.

regiões

O candidato do PSDB, por sua vez, ganhou nas demais regiões. Seu melhor desempenho foi no Sudeste, onde teve 5,6 milhões de votos a mais do que Dilma. Aécio somou 25.470.265 votos nos quatro estados da região, contra 19.867.894 da petista.

No Sul, o tucano abriu mais de 2,9 milhões de votos - teve 9.686.559 contra 6.759.908 da petista. No Centro-Oeste, sua vantagem foi de pouco mais de 1 milhão - Aécio alcançou 4.388.594, e Dilma, 3.254.304.

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29