IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

O candidato ao Planalto Aécio Neves (PSDB) visita centro da Polícia Militar em São Paulo

PT terá agora insônia com novas revelações da Petrobras, diz Aécio

Nota do indignado

O caso da Petrobrás é a prova cabal da ineficácia do Estado na administração da coisa pública, como exemplo marcante do tão falado patrimonialismo. O PT do poder revela com mais estardalhaço o que outros partidos têm feito há muito tempo. Na outra ponta temos os banqueiros, que adoram a liberdade de mercado para praticar a agiotagem das taxas de juros e acumular capital financeiro. E assim, entre o estado patrimonialista e o mercado de especuladores e agiotas a sociedade brasileira vai sendo espremida. 

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, afirmou neste sábado (20) que as investigações na Petrobras "agora sim estão chegando próximo do grande núcleo de corrupção dentro daquela empresa" e que o PT agora terá " insônia".

"Se esse [ex-]diretor Paulo Roberto Costa já está deixando todo mundo sem dormir, quando chegarem próximo desse diretor conhecido como Duque, acho que muita, mas muita gente, principalmente do PT, vai ter grave insônia", afirmou.

Reportagem da Folha deste sábado mostra que Costa citou nos depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal que o suposto esquema de desvios de recursos na estatal não era exclusividade de sua área, mas ocorria também em outras diretorias da empresa.

Segundo ele, houve delitos também nas diretorias de Serviços e Internacional durante o período em que integrou a cúpula da petroleira, entre 2004 e 2012.

A diretoria de Serviços foi ocupada, à época, por Renato Duque, indicado pelo PT.

Segundo Aécio, essas investigações têm de ser ampliadas. Em uma crítica direta à presidente Dilma Rousseff, disse que esses "malfeitos" são crimes e precisam ser punidos.

O que fizeram com a nossa maior empresa pública é crime de lesa pátria. Não tem essa história de malfeito, é crime. E crime tem que ser punido", afirmou.

A expressão malfeito é usada pela presidente Dilma, candidata à reeleição pelo PT, para se referir aos atos de corrupção na estatal.

Neste sábado, Aécio faz campanha na região mineira do Vale do Aço, passando pelas cidades de Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo.

CORREIOS

O candidato tucano também atacou Dilma pelo episódio do uso dos Correios, revelado pelo jornal "O Estado de S. Paulo". A empresa pública alega ter aberto uma exceção e expediu material de campanha da presidente para São Paulo.

Aécio afirmou que, na segunda-feira (22), o PSDB vai ingressar com representação na Procuradoria-Geral de Justiça do Distrito Federal e também no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por "utilização privilegiada dos Correios, afrontando a legislação eleitoral para beneficiar a candidata oficial".

Em primeiro lugar, é um crime de abuso de poder político. É também crime de improbidade administrativa. Nós vamos entrar com ação diretamente contra a presidente da República", afirmou Aécio.

Ele atacou o que chama de "visão patrimonialista do PT, de considerar que as empresas públicas são seu patrimônio". Segundo ele, o uso dos Correios pelo PT foi "em benefício da sua candidata e em prejuízo dos seus adversários".

"Está na hora de dar um fim a isso tudo", afirmou. 

PAULO PEIXOTO - FSP

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29