IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Estatísticas

Ver quantos acessos teve os artigos
3568728

Quem está Online

Temos 149 visitantes e Nenhum membro online

Login

NO BRASIL, o INSS, paga a um médico por uma CIRURGIA CARDÍACA COM ABERTURA DE PEITO, a importância de R$ 70,00, o que equivale ao que uma diarista cobra, para fazer faxina num apartamento de dois quartos.

 

Por que estes dois?  Porque, usando a linguagem dos institutos de pesquisas, existe 95% de probabilidade deles 2 estarem se atacando no 2º Turno. Se atacando?? Tá certo isso?

 

Bem... isso depende dos eleitores. Talvez eles queiram ver ataques menos violentos...

 

O principal dogma do marketing eleitoral  para quem quiser conquistar o maior número de votos possível se resume nisso: FALAR O QUE O POVO QUER OUVIR E DA FORMA QUE ELE QUER OUVIR – é por isso que os candidatos vivem metendo o pau nos adversários – o povo gosta de ver gente brigando. Gosta de assistir a filmes e programas de TV violentos. Esse “gostar” é inconsciente. A violência estimula o cérebro.

 

Se um atacar o outro agrada aos instintos primitivos dos eleitores, tudo bem.

 

Mas o Bolsonaro não está no hospital? A ética não sugere que ele seja pelo menos poupado de ataques?

 

Sei lá... Isso depende do eleitor, mesmo porque, prezado eleitor, você não é tão ingênuo a ponto de imaginar que a ética é um dos princípios do marketing eleitoral – é claro que não é, e nunca foi!

 

Aí vai a receita que o Bolsonaro e o Haddad devem usar para atender ao dogma citado acima:

 

Fazer uma pesquisa com base nestas perguntas:

 

- o que na sua opinião o Bolsonaro deveria falar para tentar conquistar os votos das mulheres?

 

E o que ele deveria falar para conquistar os votos dos petistas?

 

- o que na sua opinião o Haddad deveria falara para os eleitores  que não querem votar nele de jeito nenhum?

 

- o que na sua opinião o  Haddad deveria falar para conquistar os eleitores do Bolsonaro?

 

(se nas entrevistas individuais os eleitores tiverem dificuldade de responder a estas perguntas, esse problema se resolve nas pesquisas de grupo, conduzidas com uso das técnicas de psicoterapia que trazem à tona o que está no inconsciente dos entrevistados).

 

Mtnos Calil  - ex- consultor de marketing político. Por que “ex”? Porque um dia descobriu que a corrupção está entranhada na cabeça dos politicos, de modo que não dá para conciliar estas duas atividades: combater a corrupção e trabalhar em campanhas eleitorais. Como se vê, a ética não é bom negócio não!

 

Mas porque a humanidade nunca deu a devida importância para a ética? Por esta simplória razão:  os genes dos humanos foram configurados para a COMPETIÇÃO. E quando o objetivo é GANHAR DO OUTRO,  essa disputa dificulta uma conduta ética. E de tanto competir, o homem virou o lobo do homem.

 

Na politica os lobos assumiram as ideologias de esquerda e de direita, sendo que a esquerda defende os pobres e a direita defende os ricos e a classe média. Ora bolas, porque então a direita não começa a defender os pobres para assim COMPETIR MELHOR com a esquerda? Vai ver que tem algum dogma na direita que impede que ela defenda os pobres. Que coisa estranha, né? Será que se ela defender os pobres, perderia o apoio de amplos setores direitistas da classe média?

 

Ah... também tem gente que acha que os pobres são pobres porque não gostam de trabalhar. Ok, cada um arruma a desculpa que quiser para justificar sua simpatia pela direita ou pela esquerda, tendo em mente, porém que  a direita é meio oculta. O cara de direita não pode se declarar como sendo da direita. É possível que alguns direitistas nem admitam que são direitistas, apelando assim, inconscientemente para o auto – engano. De tanto enganar os outros, os humanos aprenderem a a enganar a si mesmos!

 

A esquerda por outro lado, aproveita a defesa dos pobres para se arrumar na vida e não cair na pobreza. Há exceções na esquerda e na direita. Mas sendo exceções não têm força para mudar nada.

 

- ressalva: existem candidatos honestos que são obrigados a conciliar com a maioria dos politicos corruptos. Um dia eu disse para um senador  honesto do PT – O Suplicy –  que ele não poderia combater a corrupção na própria casa – o Senado. Ora, Senador que não combate a corrupção do Senado está sendo CONIVENTE com a corrupção. Honesto e conivente com a corrupção??? Bem... o ser humano também é vítima de contradições.

 

Mtnos Calil

www.maoslimpasbrasil.com.br

 

Teoria dos 5 zeros - ideologia zero, narcisismo zero, ingenuidade zero, ilusão zero e expectativa zero

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29