IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

 

No Brasil, um Assessor de 3º nível de um Deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou mero estafeta de correspondências, ganha mais que um Cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo e a sua vida, buscando curas e vacinas para salvar vidas.

Resultado de imagem para ministro zavascki

Mãe de Zavascky morreu aos 101 anos em 2016  e o filho aos 68, em 2017

 

O desconforto da incerteza motiva a busca por explicações pouco plausíveis

 

 

Em 2016, um dos filhos de Teori Zavascki postou, em seu Facebook, que “há movimentos dos mais variados tipos para frear a Lava Jato”, e “se algo acontecer com alguém da minha família, vocês já sabem onde procurar!”.  (Quem estaria por trás desses movimentos? Nenhuma indicação.)

 

O delegado Márcio Anselmo, da Polícia Federal, trata o caso como um “acidente” – entre aspas mesmo!

 

Um amigo me pergunta em um grupo de whatsapp: “Csinho, mataram o juiz??” (Sim, Csinho é um dos meus apelidos. Ainda não respondi a mensagem.)

 

Vamos com calma.

 

Há duas maneiras de derrubar um avião intencionalmente. Os assassinos podem ser suicidas: é o método terrorista do 11 de Setembro. A lógica é de martírio, de morrer por uma causa. Não vejo como aplicar isso ao caso do avião de Teori.

 

E os assassinos podem sabotar a aeronave. Quem poderia estar interessado na morte do relator da Lava Jato? O Twitter explica: o presidente Michel Temer, o Movimento Brasil Livre, os parlamentares que seriam implicados nas delações da Odebrecht, o senador peemedbista Romero Jucá, o PTLula, o PMDB, o PSDB… Por que não todos juntos de uma vez?

 

É mais provável que a queda do avião tenha sido acidental, causada por más condições climáticas, erro humano, ou uma combinação de vários fatores. É também possível – mas muito menos provável – que alguém interessado em tirar Teori da relatoria da Operação Lava Jato no STF tenha articulado a queda de seu avião. Como teriam feito isso? Impossível saber.

 

Mas dizer que “provavelmente foi um acidente” é sonolento. Qual o charme disso? Acreditar em uma conspiração é muito mais legal. E é racional. Afinal, não estamos preparados para lidar com caos e confusão. Precisamos de explicações. E aí podemos ser divididos em três tipos de pessoas: os que acreditam que nada explica nada (adeptos do “caos”), os que acreditam que algo explica tudo (adeptos de “conspirações”) e os que acreditam que algo explica certas coisas (adeptos da “ciência” e bom jornalismo). (O livro “The Storytelling Animal” traz uma ótima discussão sobre o tema.)

 

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29

Selo Google1