IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

 

No Brasil, um Assessor de 3º nível de um Deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou mero estafeta de correspondências, ganha mais que um Cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo e a sua vida, buscando curas e vacinas para salvar vidas.

     Resultado de imagem para niobio                                             

Estão preparando a rapinagem de uma mina de escândio em Barreiros, Bahia.

O Brasil é um país de minas, é país minerário. Ensinar o Brasil nas escolas como ele deve ser ensinado, é mais do que preciso. As minas estão no território (subsolo, mar territorial etc.)  do Brasil.

As minas do Brasil estão sendo exploradas em uma alta rotatividade, pelos espertalhões e espertinhos da vez, aproveitando-se da ausência de saber por falta de informação da população brasileira – perspicaz, esperta, inteligente e perceptiva.

Estão preparando a rapinagem de uma mina de escândio em Barreiros, Bahia.

..."Na próxima quinta-feira (31.9.2015)  uma Delegação russa composta pelos proprietários da empresa MAST,” ...,” além de geólogos, desembarca em São Paulo, de onde segue para o município de Barreiras, na Bahia, que possui uma enorme reserva de escândio. A viagem foi programada durante a visita da Presidente do Brasil a Moscou,  dezembro de 2012. Na comitiva de empresários que a acompanhou, estava  ex-senador boliviano, diretor para assuntos internacionais da ITAOESTE Mineração e da OMF Mineral Star."... (In, www.defesanet.com.br)

Pela primeira vez, russos e brasileiros esboçam uma parceria nessa área estratégica.

Vai daí que toda a atenção é preciso, porque:

- primeira e principalmente, porque, o produto do qual se trata, está monopolizado constitucionalmente;

- o Brasil é país de minas de metais preciosos;

-o Brasil é país de minas de metais estratégicos geradores de energia;

– porque nióbio é um dos minérios nucleares geradores de energia e esgotáveis, que jazem no subsolo do Brasil;

- porque a Caixa do Tesouro Nacional está carente de recursos para distribuir entre os setores carentes do Brasil;

- porque o Governo brasileiro está desesperado, para conseguir dinheiro para fazer frente às despesas necessárias ao desenvolvimento  do Brasil.

Em "A MÁGICA DA MONTANHA",  encontramos denúncia de crime de lesa- pátria  praticado através do contrabando do nióbio da mina de Araxá, Minas Gerais, Brasil,  para fora do Brasil. (In, Revista Exame, 23 de janeiro de 2013).

A mina de Araxá, MG, produz em alta concentração nióbio - metal altamente estratégico para o planeta. Na denúncia, é enfatizado o agravante de que o Brasil vem pagando para ser espoliado, roubado. Esta prática, conivente com governos passados e  presente, não se limita ao nióbio, mas também a todos os outros metais raros.

Os especialistas comprovam que o Brasil perde mensalmente cerca de 100 bilhões de reais, com o desvio do nióbio.

O nióbio é mineral que só existe no Brasil (97%). O nióbio é mineral estratégico brasileiro esgotável, que está abastecendo, através de sua comercialização, diversas caixas de tesouros nacionais fora do Brasil, de uma maneira nebulosa. Daí porque, toda a atenção é preciso.  

No Instituto dos Advogados do Brasil, gestão do Presidente Fernando Fragoso, foi aprovada por unanimidade uma Indicação na qual se pedia a reserva nacional do nióbio, minério estratégico esgotável, minério de liga, imprescindível às indústrias do Brasil e do mundo.

A referida Indicação foi encaminhada pelo Presidente do IAB ao Presidente da República que a re-encaminhou ao Ministério das Minas e Energia. A resposta do MME foi a de que nióbio era ...”minério farto no mundo, razão pela qual não haveria necessidade de reservá-la”.

Como o Ministério é de Minas e Energia, a assombrosa resposta mereceria até uma CPI – ou, uma operação, nos moldes das atualmente acompanhadas pela população brasileira - para investigar a quem aproveita a desinformação fornecida ao IAB.

Isto porque, como o Brasil é o único produtor de nióbio – deve haver muita gente ganhando muito para desinformar a população brasileira sobre riquezas do Brasil, cuja exploração, exportação, comércio, industrialização etc.- deve ser obrigatoriamente de conhecimento público brasileiro.

O conhecimento público exigido é o do público brasileiro, haja vista que fora do Brasil inexistem segredos sobre os minérios estratégicos que jazem no subsolo brasileiro.

Grande parte da riqueza mineral - nióbio entre elas, mais pedras preciosas, terras raras, etc.- exportada pelo Brasil não paga um centavo de imposto ao fisco Estadual e muito menos ao Federal.

Disto resulta a indiferença das Receitas Estaduais e Federal que não se importam se tais riquezas brasileiras são vendidas por um centavo de real ou hum bilhão de dólares. Daí porque, é, indiferente para as referidas Receitas, o contrabando.

Se são receitas originárias – aquelas que não oneram o contribuinte – têm que pagar sim, com absoluta certeza, os tributos devidos– porque, as mercadorias das quais se trata são mais preciosas do que qualquer outra.

É mais do que urgente o controle, porque trata-se de divisas do Brasil  que estão se esvaindo, se desviando e enriquecendo terceiros fora do Brasil, junto com os prepostos, testas de ferro, et caterva,  dentro do Brasil.

A pergunta que não quer calar: a quem aproveitam as receitas originárias que estão sendo desviadas da Caixa do Tesouro Nacional do  Brasil?

Os perspicazes e atentos contribuintes brasileiros exigem o máximo de informações sobre as receitas originárias que – constitucionalmente têm que diretamente abastecer a Caixa do Tesouro Nacional do  Brasil.

É a  CTN é quem faz a distribuição de rendas entre os  setores da Saúde, Educação, Infra - estrutura e outros, razão pela qual, não pode de modo algum, dispensá-las.

O Brasil merece respeito!

Profa. Guilhermina Coimbra

Pesquisadora CNPq e FAPERJ/1994

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29

Selo Google1