IMLB - Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

NO BRASIL, o INSS, paga a um médico por uma CIRURGIA CARDÍACA COM ABERTURA DE PEITO, a importância de R$ 70,00, o que equivale ao que uma diarista cobra, para fazer faxina num apartamento de dois quartos.

Nota da redação

Há muito tempo o Brasil está dividido em dois – pobres e classe média ( a classe rica representa uma fração insignificante em termos estatísticos).

Por isso a toda a hora Dilma vai falar estas duas palavras:  diálogo e união. Ou seja: diálogo para encontrar o consenso em torno desta proposta: combater a inflação sem provocar o aumento de desemprego e retração no consumo.

A classe média votou no Aécio e os pobres na Dilma.

O Brasil, continua portanto, com o mesmo “diagrama” nos tempos de Getúlio Vargas.

E vai continuar com essa divisão, pois para reduzi-la ao mínimo seria necessário acontecer aqui o que aconteceu na China – o que naturalmente está fora de qualquer cogitação, pois para crescer à la chinesa, teriamos que passar por uma mudança sistêmica inimaginável. 

Gráfico mostra vantagem de votos obtida por Dilma ou Aécio nos estados

A Bahia garantiu à candidata Dilma Rousseff (PT) sua maior vantagem em votos totais sobre o adversário Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial. No estado, a petista teve quase 3 milhões de votos a mais do que o tucano. Ela alcançou 5.059.228, contra 2.151.922 do tucano.

Saldo de votos

O segundo maior saldo de votos a favor de Dilma aconteceu no Ceará, onde ela superou o rival por 2,4 milhões de votos: 3.522.225 a  1.067.096. Em Pernambuco, Dilma ganhou por mais de 1,9 milhão de votos. A petista alcançou 3.438.165 votos, e o tucano, 1.459.266.

Aécio, por sua vez, conseguiu sua vitória mais folgada em São Paulo, onde conseguiu uma vantagem sobre Dilma de quase 7 milhões de votos. Ele terminou com 15.296.289 votos, contra 8.488.383 da petista. O Paraná aparece na sequência, onde Aécio liderou com 1,3 milhão de votos a mais: 3.765.025 a 2.408.740.

Regiões
A vitória folgada obtida no Nordeste foi decisiva para a reeleição de Dilma Rousseff (PT). Nos nove estados da região, ela teve 20.176.579 votos, contra 7.967.846 do tucano, uma diferença a favor da petista de 12.208.733 votos.

Dilma também ganhou no Norte, onde superou Aécio por mais de 1 milhão de votos: a petista obteve 4.393.301 votos nos sete estados nortistas, e o tucano, 3.376.148.

regiões

O candidato do PSDB, por sua vez, ganhou nas demais regiões. Seu melhor desempenho foi no Sudeste, onde teve 5,6 milhões de votos a mais do que Dilma. Aécio somou 25.470.265 votos nos quatro estados da região, contra 19.867.894 da petista.

No Sul, o tucano abriu mais de 2,9 milhões de votos - teve 9.686.559 contra 6.759.908 da petista. No Centro-Oeste, sua vantagem foi de pouco mais de 1 milhão - Aécio alcançou 4.388.594, e Dilma, 3.254.304.

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29

Selo Google1