Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

 

Manchetes de 15 de março

Janot, Lula e Aécio nas manchetes desta quarta-feira (Veja/VEJA.com)

 

A temida "lista de Janot" aumentou a tensão política em Brasília

 

A lista dos pedidos de inquérito do procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, domina as manchetes dos jornais desta quarta-feira. Ela tem os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, do PT, além dos tucanos José Serra e Aécio Neves. Cinco ministros do governo Temer também foram citados. Outro destaque fica para o depoimento de Lula  à Justiça Federal, em que ele se disse vítima de um “quase massacre”.

 

Confira as manchetes e outros destaques de jornais brasileiros na manhã desta quarta-feira:

 

Folha de S. Paulo (SP)

 

Lista de Janot inclui cinco ministros de Temer, além de Lula e Aécio

 

Pelo menos cinco ministros do governo de Michel Temer estão na lista de pedidos de inquéritos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. São eles: Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia e Comunicações) e Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores).

 

Ex-presidente depõe e diz que é vítima de um ‘quase massacre’

 

Em depoimento prestado na Justiça Federal de Brasília por uma hora nesta terça-feira, o ex-presidente Lula se disse vítima ‘quase que de um massacre’, que está cansado de ouvir rumores sobre sua prisão e negou ter interferido na delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

 

O Estado de S.Paulo (SP)

 

Janot pede investigação de Lula, Dilma e 5 ministros de Temer

 

O presidente Michel Temer está bastante preocupado com o impacto da chamada “lista de Janot” sobre o governo. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito para investigar pelo menos cinco ministros, além dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.

 

O Globo (RJ)


Lista de Janot inclui Lula, Dilma, Aécio, Serra …


… Maia, Eunício, Padilha, Kassab, Moreira, Aloysio, Renan, Jucá, Palocci, Mantega, Lobão…

\

Vinte meses após a prisão de Marcelo Odebrecht e quase um ano depois do início das delaçõesde 78 ex-executivos da empreiteira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ontem ao supremo a abertura de 83 inquéritos para investigar políticos suspeitos de envolvimento no escândalo de corrupção descoberto pela Lava Jato.

 

Valor Econômico (SP)


Lista de Janot tem cinco ministros, Maia e Eunício

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ontem ao STF a abertura de inquérito contra ao menos cinco ministros do governo Temer citados nas delações da Odebrecht. Também solicitou investigações contra os presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara, Rodrigo Maia

 

Zero Hora (RS)

 

A segunda lista

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu para investigar ao menos cinco ministros dos 29 ministérios do governo de Michel Temer. 

 

Correio Braziliense (DF)

 

Depois do tsunami da Odebrecht, o juízo final

 

A temida “lista de Janot” aumentou a tensão política em Brasília. O sigilo oficial dos dos documentos ainda não foi levantado. Mas sabe-se que entre os alvos do Ministério Público Federal estão os caciques dos principais partidos.

 

O Estado de Minas (MG)

 

Eles vão ter tempo de sobra para se preocupar

 

Chegou ao Supremo Tribunal Federal a lista da Procuradoria-Geral da República para investigar parlamentares e ministros citados nas delações da Operação Lava Jato. Janot enviou ao Supremo Tribunal Federal 83 pedidos de abertura de inquérito, a partir dos acordos de colaboração premiada firmados com 77 executivos e ex-executivos das empresas Odebrecht e Braskem.

 

Jornal do Commercio (PE)

 

“Oportunidade de depuração do processo político”

 

Caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, decidir se autoriza a abertura de inquéritos e as diligências solicitadas por Janot. O ministro também deverá decidir sobre a retirada do sigilo do conteúdo das delações.

 

 

 
Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29