Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

 

 

 Ataque ocorreu na maior estação de trem de Düsseldorf; um suspeito foi detido

 

Pelo menos cinco pessoas foram feridas por um homem com uma machadinha na noite de quinta (9) na maior estação de trem de Düsseldorf, no noroeste da Alemanha. A polícia prendeu o suposto autor, que também se feriu.

 

Os agentes ainda não sabia a identidade do suspeito ou sua motivação até o momento. Desde setembro de 2015, o país sofreu cinco ataque graves com armas brancas.

 

Segundo os policiais, uma delas chegou ao hospital em estado grave, mas não corre risco de morte. As demais sofreram ferimentos leves.

 

O ataque ocorreu por volta das 21h locais (17h em Brasília). Testemunhas afirmam que o agressor feriu dois passageiros de uma composição parada na estação e um número indeterminado de pessoas nas plataformas.

 

Na sequência, dizem, o autor fugiu pela linha do trem e teria pulado de um viaduto a metros do terminal. Ele foi preso em uma rua próxima inconsciente, com ferimentos provocados pela queda e por sua própria arma.

 

Devido à impossibilidade de comunicação, o suspeito ainda não foi interrogado. Outras duas pessoas chegaram a ser detidas, mas a polícia descartou qualquer relação delas com o crime.

 

Por enquanto as autoridades não tratam a ação como terrorismo. Minutos após o ataque, policiais fortemente armados ocuparam a estação, que foi esvaziada e teve a circulação de trens interrompida.

 

SEQUÊNCIA

 

A ação desta quinta (9) é similar a ataques ocorridos na Alemanha entre setembro de 2015 e julho de 2016. A maioria dos autores era ligada a grupos radicais islâmicos.

 

O primeiro deles foi feito por um iraquiano de 41 anos que atacou um policial em Berlim. O agressor estava em liberdade condicional, depois de ter cumprido pena por associação com o terrorismo.

 

Em 26 de fevereiro de 2016, uma adolescente germano-marroquina de 15 anos feriu um policial na estação de Hanôver. Ela, que diz ter sido inspirada pela facção terrorista Estado Islâmico (EI), foi condenada em janeiro passado a seis anos de prisão.

 

Três meses depois foi a vez de um alemão de 27 anos que teria se radicalizado matar uma pessoa e deixar três feridas na estação de Grafing.

 

Outra estação, a de Würzburg, foi atacada em 18 de julho de um adolescente afegão de 17 anos simpatizante do EI que feriu quatro pessoas com armas brancas.

 

Seis dias depois, um refugiado sírio de 21 anos sem relação com terrorismo matou uma pessoa e feriu duas com um facão em Reutlingen. 

 

09/03/2017

 

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29