Instituto Mãos Limpas Brasil

Missão: Ser a Entidade mais ética da História do Brasil

Diretor de Redação

Mtnos Calil

Login

"Antigamente os cartazes nas ruas com rostos de criminosos oferecia recompensas, hoje em dia pede votos...
E o pior é que o BRASILEIRO dá...

 

Nota do Psicanalista Social

 

A esquizofrenia social, na definição sugerida pela psicóloga Elza Pádua consiste no desregramento de todas as regras. No caso em questão a ruptura esquizofrênica ocorre com algo que é muito mais do que uma regra criada pelos seres humanos e sim com uma lei da natureza, segundo a qual nenhum ser humano pode ter duas mães. É inacreditável como juizes de direito estão perdendo o juizo. E os homofóbicos, por sua vez vão continuar matando jovens homossexuais. Para onde caminha a humanidade? Para onde pode caminhar uma humanidade enlouquecida senão para a beira do abismo? 

 

 

Justiça autoriza menina a ter documentos com nome de pai e duas mães

 

Ação foi movida pelos genitores e pela parceira da gestante em comum acordo; mulheres estão casadas há 2 anos

 

PORTO ALEGRE - A Justiça de Santa Maria (RS) assegurou a uma menina nascida em 27 de agosto o direito de ter na sua certidão de nascimento o nome do pai e de duas mães. A sentença é inédita e abre precedentes para outras situações semelhantes no restante do País. A decisão foi tomada pelo juiz de Direito Rafael Pagnon Cunha na quinta-feira, 11.  

 

A ação de suprimento de registro civil com multimaternidade foi movida pelos genitores e pela parceira da gestante em comum acordo, segundo descrição contida no despacho do magistrado. "Narraram que a gestação foi concertada pelos três, com concepção natural, intentando fazer constar no registro civil do nascituro os nomes do pai e das duas mães, bem como de seus ascendentes", descreve o magistrado. 

 

As mães da menina são companheiras há quatro anos e casadas formalmente há dois meses. O pai biológico é um amigo do casal que concordou em ser o genitor, desde que isso constasse nos documentos. O Cartório do Registro Civil teve de adaptar seus sistemas para poder fazer constar todos os nomes, inclusive dos três pares de avós, um paterno e dois maternos.

 

Na sentença, o juiz destaca que "o que intentam Fernanda, Mariani e Luís Guilherme, admiravelmente, é assegurar à sua filha uma rede de afetos. E ao Judiciário, guardador das promessas do Constituinte de uma sociedade fraterna, igualitária, afetiva, nada mais resta que dar guarida à pretensão - por maior desacomodação que o novo e o diferente despertem".

 

ELDER OGLIARI

12 Setembro 2014 | 15h 43

Estadão 

 

Jovem homossexual é asfixiado até a morte em Goiás

 

Investigações apontam para crime homofóbico; corpo foi encontrado próximo a campo de futebol com sinais de espancamento e luta

 

GOIÂNIA - Um adolescente de 18 anos foi assassinado na cidade de Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia, e as investigações apontam para um crime homofóbico. João Antônio Donati Pereira Barbosa era homossexual. A Polícia Civil informou que todos os indícios são de que ele foi asfixiado com uma sacola plástica e papéis, colocados à força na boca, até morrer.

 

A informação de que nos papéis usados para sufocar a vítima havia um bilhete com ameaças homofóbicas foi desmentida pelo delegado responsável pela apuração, Humberto Teófilo. O delegado também negou haver confirmação de que adolescente teve o pescoço e as pernas quebrados. Essa informação deverá vir após o laudo do Instituto Médico-Legal (IML).

O corpo de João Donati, como era mais conhecido o adolescente, foi encontrado na quarta-feira, 10, próximo de um estádio de futebol em Inhumas, onde morava. Havia sinais de espancamento e luta, indicando que ele resistiu à agressão. Havia ferimentos no rosto, especialmente nos olhos e nariz.

Reprodução
            João Antônio Donati Pereira Barbosa foi encontrado morto em Inhuma, Goiás

Por enquanto, nenhuma testemunha se apresentou e a polícia ainda não tem suspeitos da autoria do homicídio, mas na região existem residências monitoradas por câmeras de segurança e, se existirem imagens gravadas, elas podem ajudar na elucidação.

 

Donati havia saído de casa na terça, 9, e não retornou mais. No dia seguinte, uma denúncia anônima deu informações sobre um rapaz encontrado morto. A polícia espera os familiares se recomporem do luto para colher depoimentos no inquérito que investiga o homicídio.

No perfil do adolescente em uma rede social, dezenas de mensagens de amigos homenageavam Donati e relatavam a surpresa e a indignação dos conhecidos com a tragédia. 

 

MARÍLIA ASSUNÇÃO - ESPECIAL PARA O ESTADO

11 Setembro 2014

 

Centro de Tradições que teria casamento gay é incendiado no RS

 

Polícia admite que local pode ter sido alvo de ataque; telefonemas ameaçavam atear fogo como protesto contra a união homoafetiva

 

 

PORTO ALEGRE - Um incêndio destruiu na madrugada desta quinta-feira, 11, o palco do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Sentinelas do Planalto, em Santana do Livramento, a 489 quilômetros de Porto Alegre, onde no sábado seria realizado um casamento coletivo com a participação de duas lésbicas. O incêndio virou caso de polícia. Há suspeita de homofobia e indícios de que tenha sido em represália à celebração da união entre as mulheres.

 

Ninguém ficou ferido no episódio, que serviu para confirmar as ameaças que Gilbert Gisler, o “patrão” - espécie de presidente do centro -, vinha recebendo. O fato de um dos casais ser formado por duas mulheres vem levantando a ira entre os tradicionalistas mais fervorosos e em parte da população em geral, que condena a união homoafetiva no local.

Carlos Macedo-Agência RBS/Estadão
Centro de Tradições que teria casamento gay

A iniciativa do casamento partiu da diretora do Foro de Livramento, juíza Carine Labres. Segundo a magistrada, o Judiciário da cidade organiza casamentos coletivos para pessoas de baixa renda duas vezes por ano. Depois do primeiro evento, em março, sua sugestão foi realizar o segundo em um CTG, aproveitando as comemorações da Semana Farroupilha - cujo ápice é o dia 20 de setembro. A ideia foi proposta e o patrão do Sentinelas do Planalto topou o desafio. “Depois de proposto pela juíza, eu informei o CTG. Uma única pessoa foi contrária. Todos os outros apoiaram”, disse Gisler.

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta de 0h30 desta quinta e levou três horas para controlar as chamas, que atingiram principalmente o palco da agremiação. A Polícia Civil de Livramento trata o caso como incêndio criminoso. De acordo com a delegada Giovana Müller, titular da 1.ª Delegacia da cidade, um artefato incendiário foi atirado no prédio. “Um coquetel molotov, uma garrafa de vidro com gasolina, foi jogada pela parte de trás e atingiu principalmente o palco de madeira. Ainda não temos suspeitos.”

 

Informações desencontradas davam conta de que testemunhas avistaram quatro homens em um veículo Volkswagen Gol branco na região do CTG. “Mas não conseguimos apurar a veracidade.” 

Giovana admitiu que esperava alguma manifestação pública de desacordo em relação ao casamento, “mas não imaginava que chegaria a esse ponto”.

 

Reconstrução

 

A juíza garantiu que o casamento será realizado no sábado.

 

“Infelizmente, o incêndio aconteceu, apesar de todas as medidas preventivas que foram adotadas. Nós vamos trabalhar agora para ajudar a reerguer o CTG, a fim de que o casamento coletivo aconteça dia 13, às 16 horas, como está programado”, afirmou Carine.

 

Segundo o patrão Gisler, mais de 40 pessoas têm trabalhado para a festa. Personagens principais em toda a história, o casal Solange Ramires, de 24 anos, e Sabriny Benites, de 26, decidiu não se manifestar.

 

ELDER OGLIARI - O ESTADO DE S. PAULO

11 Setembro 2014 

Pin It

Logo TAYSAM Web Design 147x29